14
fev/15

3578610050_5df9d55a36_b

 

Às vezes, chega a hora de mudar. Então o mahmind está sendo “fechado” por tempo indeterminado. Você pode me encontrar agora no Mistureba da Mah, apareçam por lá para tomar um café.

Smacks.

Postado por Mah Kaori
mistureba


11
fev/15

lombo-empanado

 

 

Eu estava com vontade de comer lombo do China in Box, mas o que eu queria era o frito (acho que agridoce) mas no meio da procura de como fazer o outro achei essa receita e fiquei babando e valeu MUITO a pena fazer e já estou pensando em fazer de novo! Recomendo =)

Ingredientes:

- Massa para empanar (Misture bem: 1 xícara de água, 1 xícara de farinha de trigo, 1 ovo, 1 colher de sopa de fermento em pó e 2 colheres de sopa de óleo)
– 1 pitada de sal
– 1 pitada de glutamato monossódico
– 26 pedaços de lombo (aproximadamente 500 g)
– Cebolinha picada

Preparo:
– Temperar o lombo com sal e glutamato
– Empanar na massa própria para empanados, utilizando o garfo apropriado para empanar.
– Colocar as unidades para fritar em óleo quente até que o empanado fique levemente dourado (de 1 a 2 minutos).
– Retire do óleo, escorra bem e aguarde que as unidades esfriem.
– Fritar em óleo quente por aproximadamente 3 minutos, até apresentarem coloração dourada.
– Retirar do fogo e deixar escorrer o excesso do óleo; reservar.
– Aquecer o wok limpo, colocar, o Lombo já empanado, acrescentar sal, glutamato, cebolinha e óleo de gergelim misturando bem.

Cuidados:
– Evitar a formação de pontas na massa quando fritar.
– Controlar a temperatura do óleo, pois se a temperatura estiver muito elevada a carne ficará crua internamente

Massa para empanar:
Massa para empanar: 250 g de farinha de trigo | 250 ml de água | 1 ovo | 1 colher (sopa) fermento em pó | 3 colheres (sopa) de óleo. Numa tigela, bater todos os ingredientes até obter uma massa homogênea.


Eu comi ele sozinho e foi um belo jantar.

#vaigordinha

Smacks.

Puxa, não anotei onde achei a receita. Vou procurar para dar os créditos, mas se você souber me avisa nos comentários por favor ;)
Postado por Mah Kaori
comidinhas


9
fev/15


 
E também a performance dele no Late Late Show que foi sensacional:

 


 

Que você minha gente, que voz.
Recomendo ouvir os dois albuns dele e para alegria da galera tem no Spotify <3

Smacks!

Postado por Mah Kaori
diversão


6
fev/15

EU_SOU_MALALA_1380910708B

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola. Poucos acreditaram que ela sobreviveria.Mas a recuperação milagrosa de Malala a levou em uma viagem extraordinária de um vale remoto no norte do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Aos dezesseis anos, ela se tornou um símbolo global de protesto pacífico e a candidata mais jovem da história a receber o Prêmio Nobel da Paz. Eu sou Malala é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, as asperezas da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e as trevas da vida sob o Talibã. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente. “Sentar numa cadeira, ler meus livros rodeada pelos meus amigos é um direito meu”, ela diz numa das últimas passagens do livro. A história de Malala renova a crença na capacidade de uma pessoa de inspirar e modificar o mundo.

Se você é como eu e não sabia que Malala existia até pouco tempo atrás (quando ela ganhou o Nobel da paz por exemplo), ou quando viu seu livro por aí acho que essa leitura pode ser para você, porque eu fiquei curiosa para conhecer a história dessa garota que é tão mais nova que eu e já recebeu um Nobel (WTF) mas ao mesmo tempo estava com medo de ler a história com medo de ela ser pesada demais.

A leitura entrou sem querer para a minha fila depois de uma conversa de bar (literalmente) com a Paty do blog O Poderoso Resumão e nós decidimos ler em conjunto e enfrentar essa barra juntas. E vou dizer que me surpreendi MUITO com esta leitura de uma forma bem positiva.

Eu posso dizer de certa forma, que essa foi uma leitura muito gostosa e vou explicar o porque. Apesar de achar triste alguns dos acontecimentos e sentir que a humanidade é algo estragado demais por fazer o outro sofrer dessa maneira, eu fiquei feliz de ter lido o livro porque ele é escrito de uma forma muito leve e didática sem ser pedante ou chato.

Malala me ensinou muito sobre o Swat o vale em que morava, assim como o Paquistão, e sua politica. E também sobre o Islã e o Talibã. Aprendi MUITO enquanto lia esse livro. Este é com certeza um livro bom para as pessoas que tem ideias erradas sobre os muçulmanos. Eu já tinha mudado um pouco minhas concepções sobre a religião ao ler os livros da Kaleb Housseini mas o da Malala tem muita mais informação, ainda mais por não se tratar de ficção.

Esse é um tipo de livro ótimo para desmistificar o assunto e recomendo bastante a leitura dele. Com certeza vai figurar entre os favoritos de 2015.

Título original: I Am Malala: The Girl Who Stood Up for Education and Was Shot by the Taliban
Número de páginas: 342
Ano: 2013
Série:
Editora: Companhia das Letras
Classificação:  ★★★★★ 
Skoob

Beijocas e até mais.

Recentemente estiveram aqui: Paty · Dayane ·
Postado por Mah Kaori
tocporleitura


1
fev/15

E chegou e acabou o primeiro mês de 2015. Janeiro foi um mês pela metade, porque ficamos metade do tempo em SP e metade em casa. Acho que o ano só começa mesmo agora em Fevereiro aka mês do meu aniversário.

Eu comecei novamente o projeto 365 dias e tenho grandes esperanças de conclui-lo este ano. As coisas desandaram ano passado mas vou me esforçar um tanto mais esse ano! Estou postando no Instagram e na dúvida se faço posts aqui no blog sobre o projeto. Sugestões?

O ano começou com uma grande decisão, inspirada na minha palavra do ano, que foi “fechar” o TOC Por Leitura. O blog, e continuar somente com o canal do Youtube e o mahmind. Vou ser sincera que doeu um pouco escrever o post de “encerramento” e foi muito estranho postar a primeira resenha por aqui apesar de ser de um tema que que eu pretendo abordar bastante esse ano que é organização.

Em Janeiro eu fiz muitas coisas legais como: ir à zona cerealista com minha mamãe, fazer uma TBR Jar que eu ainda não usei, sair para encontrar a Lee, “trocar” de carro, beber muito no Churras Anual da ETESP (amor eterno e verdadeiro a saqueirinha de lima da pérsia), fiz moyashi em casa entre outras coisas bacanas.

Sobre o que eu vi:
  • Terminei a terceira temporada e comecei a quarta de Breaking Bad, também comecei a assistir Mansão Foster Para Amigos Imaginários <3
  • Vi quatro filmes: Constantine, Enrolados, As Aventuras de Peadbody e Sherman e Operação Big Hero <3
Sobre o que eu li:
  • Um mangá – Solanin Vol. 02 |  ★★★★★ 
  • Vida Organizada, Thais Godinho |  ★★★★★ 
  • Perdão, Leonard Peacock, Matthew Quick |  ★★★★★ 
  • O Signo dos Quatro, Sir Arthur Conan Doyle |  ★★★★★ 
  • The Perks of Being a Wallflower, Stephen Chbosky |  ★★★★★ 
  • Eu Sou Malala, Malala Yousafzai & Christina Lamb |  ★★★★★ 
  • Fangirl, Rainbow Rowell |  ★★★☆☆ 
  • O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint-Exupéry |  ★★★★☆ 
  • Nick e Norah, Rachel Cohn & David Levithan |  ★★★★★ 
  • Simplesmente Acontece, Cecelia Ahern |  ★★★★★ 

 

2015-01-16 21.04.49

[Algumas das minhas meninas lindas e o “pau de selfie” no aniversário da Joy HAHA]

Então acho que é só isso pe-pessoal.

Como foi o início do ano para vocês?

Beijocas

Postado por Mah Kaori
cotidiano